Agrupamento de bombeiros já tem instrutores

4 Novembro, 2013

Terminou, na passada sexta, o primeiro curso de instrutores do Agrupamento de Bombeiros da Cidade de Espinho. Tratou-se de uma formação intensiva de duas semanas, durante as quais, foi “quebrado” o mito de que os dois corpos de bombeiros do concelho não conseguiam trabalhar em conjunto.

O primeiro curso de instrutores do Agrupamento de Bombeiros da Cidade de Espinho terminou sexta-feira, após duas semanas de formação intensiva. A formação serviu para que, no futuro, todos os bombeiros dos dois corpos de bombeiros do concelho tenham uma doutrina e treino em comum, ao mesmo tempo que quebrou mitos quer “devido às várias barreiras de técnicas e procedimentos que se alteraram” quer demostrando como os dois corpos conseguem trabalhar em conjunto, melhorando, assim, a sua resposta operacional.

Recorde-se que, no passado mês de maio, foi “criada uma força operacional conjunta para representar os Bombeiros da Cidade de Espinho num exercício internacional de catástrofe em Sevilha (Espanha), e os resultados foram alvo de distinção e reconhecimento por parte da organização, para além da elevada satisfação dos bombeiros participantes”, pode ler-se em nota de imprensa.

Candidatura ao POTVT está em avaliação

Todo este trabalho vem dar cumprimento aos vários compromissos assumidos para a unificação dos dois corpos de bombeiros atualmente existentes na cidade e demonstra que o processo de fusão, debatido durante anos, é para levar adiante, sem retornos.

Recorde-se que, em fevereiro passado, no âmbito das comemorações do 85º aniversário dos Bombeiros Voluntários Espinhenses, foram assinados dois documentos estruturantes para a fusão dos Corpos de Bombeiros: a criação do Agrupamento de Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários da Cidade de Espinho e a assinatura do Protocolo de Medidas de Promoção da Integração dos Corpos de Bombeiros da Cidade de Espinho.

A criação do agrupamento permitiu, “com o apoio da Câmara Municipal de Espinho, a candidatura ao Programa Operacional Temático de Valorização do Território para a construção de um quartel de bombeiros único na cidade, estrutura tipo 5, a maior permitida em Portugal”. A candidatura entregue a 31 de agosto está em fase de avaliação.

Já a assinatura do protocolo “visou medidas concretas no âmbito da organização, gestão e operacionalidade dos dois corpos de bombeiros como, por exemplo, a uniformização de procedimentos e funcionamento em conjunto das diversas estruturas funcionais, formação em conjunto e criação de forças operacionais conjuntas para missões específicas”. Foi dentro destas medidas que se inseriu o primeiro curso de instrutores do agrupamento.




2 comentários em “Agrupamento de bombeiros já tem instrutores

  1. Carlos Almeida escreveu:

    Parabens a todos pelo sucesso alcansado ,essa vossa fusão de certeza será um sucesso e o exemplo para outras situações similares. Um grd e apertado abraço para todos, que Deus vos proteja.

  2. Alberto Guimaraes escreveu:

    Pertenci ao Corpo Activo dos Bombeiros Voluntários de Espinho (1978-1981), e ainda que mantivesse os maiores laços de fraterna camaradagem com os “Espinhenses” sempre julguei absurdo que, num concelho com cinco freguesias apenas e numa cidade relativamente pequena existissem dois corpos de bombeiros e… Na mesma rua!
    Se uma corporação se localizasse “acima da linha férrea” e a outra abaixo ainda vá que não vá, tendo em conta o obstáculo das passagens de nível.
    Um abraço aos camaradas de Espinho! A união faz a força!
    Alberto Guimarães
    Adj. Cmd. QH BV Braga

O seu endereço de email não será publicado.

*

Não são permitidas tags HTML.